• Salvador, Bahia
     Partida a Festival Mundial das Artes Negras em Dakar, Senegal
    16 de abril, 1966

    O festival em Dakar aconteceu durante 1 - 24 abril 1966. Antes de partir em sábado, 16 de Abril 1966, os mestres foram na redação de A Tarde para tirar foto.

    No dia que eles partiram o Jornal do Brasil trouxe seguintes notícias do mundo:

    «Londres pede ajuda à África do Sul na crise da Rodésia»
    «Bagdá nega que os rebeldes curdos tenham abatido Aref»
    «Cientistas soviéticos vão revelar hoje os resultados da experiência do Luna-10»
    «Belfast e Dublin sem ligações»
    «Bonn negocia com Londres e Washington sôbre nova OTAN»
    «Embaixada da China atacada pelos estudantes em Jacarta»
    «Johnson quer reunião com presidentes americanos»

    E o Brasil estava se preparando para a Copa do Mundo na Inglaterra: «Seleção já tem time-base no seu primeiro treino»

    Imagens

    • Leia abaixo!

    • Leia abaixo!

    • M Camaféu de Oxossi
      M Roberto Satanás
      M Gildo Alfinete
      M João Grande
      M Gato Preto
      M Pastinha

      [legenda] Capoeiristas que representaram o Brasil em 1966 no 1° FESTIVAL MUNDIAL DE ARTE NEGRA em DAKAR sob comando de Mestre Pastinha. (M Pastinha - M. Gato - M João Grande - M. Gildo Alfinete - M Roberto Satanás - Camafeu de Oxossi)
      ARQUIVO -Gildo Alfinete

      Despedida no 16/04/1966

    • Foto 1. Observação: os mestres estão segurando suas malas e berimbaus da mesma maneira que na foto 2. Também a gravata do M Camaféu está fora do terno.

      M Camaféu de Oxossi
      M Roberto Satanás
      M Gildo Alfinete
      M João Grande
      M Gato Preto
      M Pastinha

      Despedida no 16/04/1966

    • M Camaféu de Oxossi
      M Roberto Satanás
      M Gildo Alfinete
      M João Grande
      M Gato Preto
      M Pastinha

      Despedida no 16/04/1966

    • Foto 2. Observação: os mestres estão segurando suas malas e berimbaus de mesma maneira que na foto 1. Também a gravata do M Camaféu está fora do terno. Isso nós sugere que a foto foi tirada em Brasil no dia 16/4/1966.

      M Gato Preto
      M João Grande
      M Pastinha
      M Camaféu de Oxossi
      M Gildo Alfinete
      M Roberto Satanás
      Despedida no 16/04/1966
      Acervo de M Gildo Alfinete

    Partida a Dakar, 16/Abr/1966


    O texto

    • página 1

      -

      FESTIVAL DE DACAR
      Jornal do Brasil, 6/4/1966, RJ

      FESTIVAL DE DACAR - Será dia 16, às 21 horas*, o embarque da delegação brasileira ao Festival Negro de Dacar. Entre outros, irão: Elton Medeiros, Paulinho da Viola, Clementina de Jesus, Elisete Cardoso, Raul de Barros, Ataulfo Alves e sua escola de samba, Mestre Pastinha e mais quatro** capoeiristas.

      * Provávelmente o horário do vôo foi mudado para mais cedo porque os mestres embarcaram de dia.
      ** João Grande, Gildo Alfinete, Roberto Satanás e Gato Preto, excluindo, M Camaféu.

    • +

      página 2

      CAPOEIRA NO FESTIVAL DE ARTE NEGRA
      A TARDE (Salvador), 19/04/1966

      [Os angleiros posando à foto no dia 16/04/1966.]

      CAPOEIRA NO FESTIVAL DE ARTE NEGRA - A Bahia será representada no Festival de Arte Negra que se realiza em Dakar (África) por um grupo de capoeiristas, dos mais famosos, escolhidos a dedo pelo Mestre Pastinha. Os capoeiristas que aparecem na foto são os seguintes: Mestre Pastinha, Roberto Pereira (Satanaz), Mestre Gato, Gildo (Formado), Camafeu de Ochosse e João Grande. O Mestre Pastinha fará uma série de demonstrações. Seus alunos, hoje também instrutores de capoeira de Angola da Bahia, se apresentarão para a platéia internacional, que estará presente ao Festival, promovido pelo presidente do Senegal, Sr. Leopoldo Senghor em combinação com o Itamarati. Ainda como outra atração, o capoeirista Camafeu de Ochossi levará uma gravação de afro-brasileiro, com acompanhamentos de berimbau e atabaques, inscritos oficialmente pelo Itamarati e pelo Centro de Estudos Afro-orientais, como autêntica música africana do Brasil, onde a Bahia tem destaque e influência com maior intensidade. A delegação da Bahia antes de embarcar esteve na redação de A TARDE, oportunidade em que afirmou que graças ao Diretor Valdir Freitas de Oliveira, do Centro de Estudos Afro-orientais, onde se diplomaram, conseguiu a oportunidade para mostrar o que a Bahia tem no estrangeiro.


Flickr Fotos

    Atualizações do blog direto a seu inbox

    Back to Top