• Passeio de Agnelo
     MESTRE WALDEMAR EM CORTA BRAÇO
    Pierre Verger, 1948






    PREFÁCIO

    Temos 14 fotos feitas por Pierre Verger em Corta Braço*, Liberdade, Salvador. Pelo que sabemos Verger mandou aquelas para a Revista Life nos Estados Unidos (9 fotos achamos no acervo de Life). Ainda não sabemos se foram publicadas na revista.

    No estudo de Lühning e Pamfílio de 2012 titulado «Os meandros sinuosos entre história oral e documentação fotográfica: capoeira em Salvador nas fotos de Pierre Verger» eles identificaram entre outros um grupo de fotos qual descrevem assim:

    h) [depois grupo 8] Outro local na Liberdade, possivelmente também no Corta Braço, ainda sem identificação exata - 14 fotos.

    Tambem dizendo que: As fotos dos grupos 7 e 8, foram mencionadas por Verger em anotações como sendo do chamado Corta-Braço, parte do bairro da Liberdade, embora visivelmente de dois locais diferentes. O conjunto menor de fotos mostra pessoas ao lado de uma casa de taipa, todas em trajes de trabalho, porém sem identificação.

    O ANO

    Lemos em Lühning e Pamfílio, 2012, que: [As cadernetas com anotações quase diárias de Verger em francês, relativas ao possível período de documentação] informavam em estilo telegráfico e por vezes hermético, nomes de contatos, lugares visitados, o seu trabalho com negativos, fotos e revelações, como p.ex. em 20/11/1946 “... port photos capoeira ...”, em 11/4/1948 [domingo]: “... Corta Braço - Waldemar capoeira...” ou então em 23/10/1948 [sábado]: “... Waldemar - Port - Juvenal...”.

    Isto nós leva a afirmação que o ano das fotos é 1948, provávelmente abril.

    LOCAL: O SURGIMENTO DE CORTA BRAÇO

    * A "invasão" do Corta Braço, em 1946[!], hoje o bairro de Pero Vaz, foi o primeiro movimento social, em Salvador [..]. Carvalho e Pereira, 2014.

    A ocupação começou em agosto de 1946, de início, apenas algumas famílias ocuparam a área, sobretudo, as que moravam próximas ao local [..]. Segundo alguns antigos moradores, o nome advém do fato de que ali era um grande matagal onde abrigava toda sorte de ladrões que assaltavam e feriam, por meio de armas brancas, transeuntes que faziam dali um caminho alternativo entre a Estrada da Liberdade e a Baixa de Quintas. Araújo, 2010.

    O ano de 1946 registra a primeira grande invasão coletiva na cidade do Salvador, a invasão do Corta-Braço, situada justamente no bairro popular da liberdade, que, apesar das constantes ações judiciais e policiais para sua desocupação, é legalizada em 1947 por um ato de desapropriação do então governador Otávio Mangabeira, a reboque do final do Estado Novo e do retorno ao processo eleitoral democrático. Souza, 1991

    Os terrenos foram liberados para os moradores de lá no 1 maio de 1947. Jornal O Momento, 1948

    Mas qual local exato em Corta Braço virou usado por M Waldemar? Olhando nas fotos é evidentemente algum largo - note os cartazes na porta e janela (só conceguimos ler o número 9 no centro do cartaz).

    Nossa pesquisa leva a crer que o lugar dessa roda se chama Passeio de Agnelo. Não se sabe qual é o nome desse passeio ou dessa rua hoje. Buscando no jornais velhos não encontramos 'passeio do agnelo' nem 'rua do agnelo'. M Bigodinho em 2003 mencionou rua Padre Antônio em conexão ao Fundo de Agnelo, mas estamos em espera de alguma confirmação.

    [..] durante seus primeiros anos, entre 1946 e 1948, o Corta Braço passou a ser sede de encontros semanais da roda de capoeira do Mestre Waldemar. Alguns anos depois a roda se transforma em um barracão [..]. Santos, 2018

    Ao longo dos anos colhemos várias menções de "Agnelo" nas palavras de velhos mestres e pesquisadores**. O Passeio de Agnelo possívelmente surgiu depois de 1946 e tinha um bar/boteco e um(a) vendinha/armazém. Perto desse(s) estabelecimento(s) foi que o M Waldemar depois chegou a ter o seu barracão.

    ** Leia mais abaixo depois das fotos!

    O surgimento de Corta Braço

    • Corta-Braço (área cor-de-rosa)
      Acervo: Santos, 2018

    Corta-Braço

    Podemos especular que o lugar da roda porém ficou perto do cruzamento da Estada da Liberade e Passeio de Agnelo. Veja o mapa abaixo!

    Rua (Nova) Pero Vaz (vermelho)

    Corta Braço/Pero Vaz


    1964: Carybé

    Em 1964 o pintor Carybé fez um quadro chamado Terreiro de Waldemar (não se acha o barracão-terreiro no quadro). Nele podemos ver uma roda de rua e uma casinha parecendo um bar (de Agnelo?). Também achamos uma ladeira (de Ceu?) e um boiadeiro com um boi numa rua ou estrada (da Liberdade?). Esses detalhes bem suportam a nossa localização acima.

    • Terreiro de Waldemar
      Carybé, 1964
      Possível identificação por Velhosmestres.com

    Terreiro de Waldemar


    OS PARTICIPANTES

    Estamos colocando todas as 14 fotos abaixo. Em uma delas para nós M Waldemar se manifesta claramente (quadrado vermelho). Tem 31 anos, é baixo, talvez ainda sem o bigode que exibe 5 anos depois nas fotos de Brill de 1953.

    Além dele é possível que identificamos M Zacarias (quadrado azul), quem começou aprender com Waldemar em 1942. Podem comparar ele com as fotos de 1955 da casa de Mário Cravo.

    NB! As fotos de Waldemar e Zacarias são mais novos que conhecemos.

    A GALERIA DE 14 FOTOS

    • M Zacarias no quadrado azul?
      Pierre Verger, 1948

    • Pierre Verger, 1948

    • Pierre Verger, 1948
      Acervo: Life

    • M Zacarias no quadrado azul?
      Pierre Verger, 1948
      Acervo: Life

    • M Zacarias no quadrado azul?
      Pierre Verger, 1948

    • Pierre Verger, 1948
      Acervo: Life

    • Pierre Verger, 1948

    • Pierre Verger, 1948
      Acervo: Life

    • M Zacarias no quadrado azul?
      M Waldemar no quadrado vermelho
      Pierre Verger, 1948
      Acervo: Life

    • M Zacarias no quadrado azul?
      Pierre Verger, 1948

    • Pierre Verger, 1948

    • M Zacarias no quadrado azul?
      Pierre Verger, 1948

    • Pierre Verger, 1948

    • Pierre Verger, 1948

    Pierre Verger, 1948


    Sobre Agnelo

    • M Lua Rasta

      -

      [..] no M Bigodinho, Resistencia, Lapinha, depois Bar de Agnelo, roda de M Waldemar.

    • +

      M Nestor

      [..] Além da vendinha do Agnelo, onde podia beber cachaça durante a roda [..]

    • +

      Frede Abreu

      [..] As atividades no barracão prosseguiram até os 1970, quando "começou a se desativar gradativamente, permanecendo, contudo, sua roda viva por mais algum tempo, funcionando na Liberdade, Pero Vaz (onde ela nasceu), em frente ao bar do Agnelo".

    • +

      M Bigodinho

      O primeiro barracão, um barraco que ele tinha de palhoça, foi na rua Padre Antônio, alí no Fundo de Agnelo.
      2003

    • +

      Pedro Abib

      O Mestre Bom Cabrito costumava frequentar as rodas que aconteciam aos domingos na entrada do Pero Vaz velho, na frente do armazém do Agnelo, no Bairro da Liberdade, comandada pelo Mestre Waldemar, no final da década de 1970.

    • +

      M Barba Branca

      A primeira vez que eu vi capoeira era em Pero Vaz em Agnelo numa "armázem" [..] quando eu tinha 13/14 anos [1968] [..]



    No cruzamento da Rua Pero Vaz com a Rua Padre Antônio hoje em dia acontence uma roda (marcada com um 'R' no mapa acima!) organizada por grupo Capoeira Barro Negro.

    Roda de hoje de Capoeira Barro Negro

    • Roda de Capoeira Barro Negro
      2015
      Acervo: Capoeira Barro Negro

    • Roda de Capoeira Barro Negro
      2015
      Acervo: Capoeira Barro Negro

    Capoeira Barro Negro


Flickr Fotos

    Atualizações do blog direto a seu inbox

    Back to Top