• Trapiche de Baixo, Santo Amaro
     Começou capoeira com seu pai Eutíquio Lúcio Góes e seu tio João Catarino
    1938

    Informação

    «Comecei, aos oito anos, com meu pai, Eutíquio Lúcio Góes. Ele foi meu mestre. Aos doze anos de idade, achavam que eu já não tinha mais nada para aprender. Os treinos eram num quartinho fechado. Ele atacava com uma esgrima ou facão, para eu me defender. Quando eu errava, ele acertava minha munheca. Até um dia que dei uma cabeçada forte e ele caiu. Quando se levantou, saiu correndo atrás de mim, ameaçando me cortar, e gritando: "Vem cá, muleque!“ Aí parou de me ensinar.
    Depois veio meu tio, João Catarino, aluno de Besouro, até que ele morreu de derrame, que a turma chamava congestão.»

    M Gato Preto na entrevista ao Spock, 1999

    «Meu pai morava no Trapiche do Baixo»

    M Gato Preto no entrevista ao M Dorado, ~1999


    Trapiche de Baixo

    Trapiche de Baixo, Santo Amaro


Flickr Fotos

    Atualizações do blog direto a seu inbox

    Back to Top